Ads Top

Comissão Processante decide dar continuidade ao processo contra prefeito de Bayeux




A Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux votou, na tarde desta quarta-feira (28), pelo prosseguimento da denúncia contra o prefeito interino da cidade, Luiz Antônio (PSDB).

Os três membros da comissão votaram a favor do prosseguimento, dentre eles, dois aliados do prefeito, o relator, vereador cabo Rubens e o vereador Adriano Martins (MDB), líder do governo.

Com maioria na comissão, os aliados do prefeito poderiam barrar as investigações e arquivar o pedido, no entanto, preferiram dar continuidade as investigações. Cabo Rubens (PSB), ameaçado de expulsão pela Executiva Estadual do partido do partido, resolveu não contrariar mais uma vez a orientação da legenda, já que votou contra a cassação do tucano, no processo em que é acusado de usar a estrutura da prefeitura para denegrir a imagem do deputado federal André Amaral (MDB).

Já o Adriano Martins (PMDB) tem demonstrado coerência em seus posicionamentos na Câmara Municipal. Principal adversário do prefeito afastado, Berg Lima, Martins tem dotado o discurso de combate à corrupção na cidade. “Pau que dá em Chico tem que dá em Francisco”, defende o vereador. Em entrevistas, o parlamentar tem dito que não é aliado para esconder escândalos de ninguém, apesar de ser líder do prefeito.

A partir de agora, a comissão vai ouvir as testemunhas de defesa e de acusação, além do próprio prefeito. No dia 14 de março serão ouvidas as testemunhas de acusação. Dia 15, a defesa e 16, Luiz Antônio vai prestar depoimento. Após o prazo, a comissão apresenta um parecer final sobre as investigações, que será levado à plenário para votação. Para cassar o prefeito são necessários 12 dos 17 votos.

Nesse processo, Luiz Antônio é acusado de cobrar propina do empresário Ramon Acioly, para pagar a blog e emissoras de TV, o vídeo no qual Berg Lima é acusado de subornar um fornecedor da prefeitura em troca de pagamentos atrasados da gestão passada. Nesse processo, o Ministério Público já pediu ao juiz de Bayeux, o afastamento do prefeito interino do cargo. Além disso, o MP ingressou com uma ação criminal contra o tucano



Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.