Ads Top

Mesmo com decisão judicial, petroleiros iniciam greve em refinarias


​De acordo com o sindicato, a classe protesta contra a política de preços de derivados da Petrobras em diversas refinarias e terminais da empresa.

Mesmo com a decisão do Tribunal Superior do Trabalho de tornar ilegal a greve anunciada na última semana, a Fundação Única dos Petroleiros (FUP) divulgou que a paralisação inicia nesta quarta-feira (30).

De acordo com o FUP, os trabalhadores protestam contra a política de preços de derivados da Petrobras em diversas refinarias e terminais da empresa. O sindicato informou que os trabalhadores paralisaram as atividades nas refinarias de Manaus (Reman), Abreu e Lima (Pernambuco), Regap (Minas Gerais), Duque de Caxias (Reduc), Paulínia (Replan), Capuava (Recap), Araucária (Repar), Refap (RS), além da Fábrica de Lubrificantes do Ceará (Lubnor), da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e da unidade de xisto do Paraná (SIX).

Na Bacia de Campos, as informações iniciais eram de que os trabalhadores também aderiram à greve em diversas plataformas.

O movimento prossegue pela manhã desta quarta, quando estão previstas paralisações nas demais bases do Sistema Petrobrás.

O sindicato informou que serão realizados atos e manifestações contra a política de preços imposta pelo presidente da Petrobrás, Pedro Parente, que gerou uma escalada de aumentos abusivos no gás de cozinha e nos combustíveis.




Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134
E-mail: canaldopovopb@gmail.com

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.