Ads Top

Acusados de matar tenente Ulisses são julgados nesta quinta-feira


Joanderson Pereira de Souza e José Adriano Ferreira teriam atirado contra a guarnição comandada pelo tenente Ulisses.

Os acusados da morte do tenente Ulysses Costa, assassinado no bairro de Mangabeira, estão sendo julgados por júri popular na tarde desta quinta-feira (14). O policial militar foi assassinado no início do ano, em 4 de fevereiro de 2016. Joanderson Pereira de Souza e José Adriano Ferreira teriam atirado contra a guarnição comandada pelo tenente Ulisses. 

O julgamento começou cedo e deve se estender até altas horas da noite, segundo informou o cartório do 1° Tribunal do Júri. 

De acordo com a PM, o policial militar de 32 anos estava à paisana, fazendo um levantamento geográfico na comunidade Aratu, no conjunto Cidade Verde, com outros colegas do serviço de inteligência, quando foi baleado nas costas. O tenente chegou a ser levado para o Hospital de Ortotrauma de Mangabeira, mas não resistiu e morreu na unidade.

O promotor de justiça Marcus Leite, do 1º Tribunal do Júri, disse que os acusados estavam sendo alvo de investigação por parte da inteligência da Policia Militar como sendo dois traficantes no bairro do Valentina, e numa batida policial os elementos trocaram tiros com a PM que atingiu o tenente Ulises que comandava a guarnição. "Um desses elementos chegou a se esconder na casa do pai dele, que acabou sendo denunciado por porte irregular de armamento e teria acondicionado a arma do crime que vitimou o tenente.  Acreditamos na condenação de ambos por homicidio triplamente qualificado", disse o promotor.  

Na época, o pai de Joanderson, sargento Jailton dos Santos, também foi apontado como envolvido no homicídio. Ele teria tentado acobertar o crime.
  Ele foi assassinado com seis tiros no dia 8 de abril de 2018, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, Jailton Santos Pereira, de 52 anos, foi morto dentro de sua residência, na Rua Praia de Manaíra no bairro de Mangabeira, por volta das 17h.

Segundo testemunhas, quatro homens chegaram em um veículo de cor preta e após realizarem os disparos, fugiram.  A PM ainda informou que a vítima estava afastada há quase um ano da corporação.

Outro suspeito de envolvimento no caso, foi morto em maio de 2017. O jovem Jefferson dos Santos, de 19 anos foi assassinado a tiros. O corpo dele foi jogado de dentro de um carro numa estrada em Caaporã, no Litoral Sul do estado. 

Jefferson dos Santos chegou a ser preso na época do crime contra o tenente, mas acabou solto por causa de um alvará expedido pela Vara de Entorpecentes de João Pessoa, segundo apurou na época o Portal Correio.



Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134
E-mail: canaldopovopb@gmail.com

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.