Ads Top

Moradores de Gramame denunciam que lixão contamina bacia hidrográfica



A poluição da bacia hidrográfica do Rio Gramame é um fato grave, já que parte de lá 70% do abastecimento de toda a região metropolitana de João Pessoa.


Até mesmo as pessoas da comunidade que costumavam tomar banho no rio, abandonaram a prática (Foto: Reprodução)
O lixo acumulado na região da bacia do Rio Gramame acaba contaminando a água distribuída em toda a região metropolitana de João Pessoa. A questão preocupa a comunidade que vive na região e enfrenta mais de perto as consequências da poluição.

De acordo com Ivanildo Santana, coordenador de meio ambiente da Escola Viva Olho do Tempo, um lixão instalado nas proximidades do rio é uma das principais preocupações da comunidade. Ele ressalta que a gestão atual responsável pela destinação do lixo não atende à demanda.

“A quantidade de lixo que se produz é grande demais para que se retire. A estrutura que tem hoje não atende”, lamenta Ivanildo. Ele considera que é necessário “um plano mais eficiente para poder atender toda a cidade”.

A poluição da bacia hidrográfica do Rio Gramame é um fato grave, já que parte de lá 70% do abastecimento de toda a região metropolitana de João Pessoa. “As pessoas que bebem dessa água não sabem a origem, que é um rio poluído”, alertou.

Até mesmo as pessoas da comunidade que costumavam tomar banho no rio, abandonaram a prática. “A gente não usa mais o rio. Antes usava como área de lazer. A água é suja, ora é preta, ora azul, ora marrom”, explicou Ivanildo.

Com o armazenamento inadequado do lixo, quando chove na região, a situação se complica. A água da chuva acaba formando uma corrente e “todo o lixo que está sendo jogados nas ruas, chega no rio, chega no mar”, comentou o coordenador de meio ambiente da Escolha Viva Olho do Tempo.

Frequentemente a população se junta para realizar ações e promover a limpeza da região e retirada do lixo. No entanto, Ivanildo destaca que somente isso não é suficiente. De acordo com ele, “precisaria de um plano de gestão para que esse lixo de alguma forma seja tratado”.

Além da degradação proporcionada pelo lixo doméstico, as fábricas localizadas no distrito industrial também contribuem para a poluição da bacia hidrográfica. “É um rio muito importante que precisa desse cuidado, que é urgente”, clamou Ivanildo.

Ele ainda ressalta que a pressão da sociedade é importante para dar visibilidade à situação do rio. Para Ivanildo, é importante trabalhar na “requalificação do Rio Gramame. Entregar um rio limpo, em condições pra gente usar. É uma luta diária, constante”.





Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134
E-mail: canaldopovopb@gmail.com

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.