Ads Top

E agora, o que fazer com Aécio Neves?




O PSDB fará convenções estaduais neste fim de semana, que fixam as candidaturas das eleições nos estados. Todos os olhos estarão em Minas Gerais. Além de apresentar a candidatura de Antonio Anastasia ao governo do estado, o partido revelará (finalmente) o destino do senador Aécio Neves em outubro. Seu mandato no Congresso termina em 2018, mas uma nova ida às urnas é motivo de controvérsia interna em sua legenda.

Candidato à Presidência da República em 2014 e um dos fiadores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016, Aécio viu sua carreira política afundar após a gravação de Joesley Batista em que o político pedia 2 milhões de reais ao empresário. Ele nega as acusações do Ministério Público Federal de que se tratava de um pedido de propina.

São três as opções: a reeleição a senador, uma vaga como deputado federal ou abandonar a política. A primeira missão seria a mais difícil, pois o alto índice de rejeição pós-escândalo é garantia de sangria nos votos. Além disso, diretores do PSDB creem que a candidatura pode comprometer a tentativa de Anastasia, ex-governador do estado, de voltar ao poder em Minas no lugar do petista Fernando Pimentel.

Como deputado federal, Aécio teria menos problemas para se eleger. Mas a restrição do foro privilegiado para parlamentares deixa pouco interessante a proteção embaixo de um cargo público, para que se defenda das acusações da J&F. Restaria não disputar a eleição, quase consenso que seria o melhor para todos. O único que talvez discorde é o próprio Aécio, que em meio ao turbilhão de acusações, não quis se afastar nem da presidência do partido para que respondesse ao processo na Justiça.




Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134
E-mail: canaldopovopb@gmail.com
Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.