Ads Top

Quem são os líderes nas redes sociais?


© Foto: Dado Ruvic/Reuters

O empresário Flavio Rocha, pré-candidato do PRB à Presidência da República nas eleições 2018,  ainda não pontuou mais do que 1% de intenção de voto nas últimas pesquisas Datafolha, mas foi o presidenciável com a maior taxa de interação na rede social Facebook nos últimos 30 dias, segundo levantamento feito por EXAME com a ferramenta CrowdTangle.

Em linhas gerais, essa taxa mede o nível de engajamento dos seguidores de uma dada página com as publicações lá postadas. É feita com base no número médio de curtidas, comentários e compartilhamentos que os posts publicados receberam dividido pelo número de seguidores daquela página.

No caso do ex-presidente da Riachuelo, a taxa de interação entre os dias 4 de junho e 4 de julho foi de 3,83%. Os líderes das pesquisas de intenção de voto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), por sua vez, pontuaram 0,40% e 0,54% respectivamente.

Uma das explicações para isso é o número de seguidores da página de Rocha. Ele tem apenas 239,2 mil fãs na rede social, um dos números mais baixos entre presidenciáveis, e foi também um dos pré-candidatos com o menor número de publicações no período analisado — fato que matematicamente eleva a taxa de interação.

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, o presidenciável com o menor número de seguidores, por sua vez, teve a segunda maior taxa de interação no período, de 1,67%.

Em números absolutos, Bolsonaro congrega o maior contingente de seguidores na rede social. Mas a página de Lula é a que congregou o maior volume de interações no período, com 3 milhões de curtidas, compartilhamentos e comentários divididos em 222 posts.

O petista ficou em quarto na lista de candidatos mais “verborrágicos” no Facebook. Só Manuela D´ávila (PCdoB), Guilherme Boulos (PSOL) e Álvaro Dias (Podemos) batem Lula em número de publicações feitas no período.

Pequenos notáveis
João Amoêdo (Novo) e Alvaro Dias (Podemos) são os únicos presidenciáveis com baixo desempenho nas pesquisas de intenção de voto que ultrapassaram a barreira de 1 milhão de seguidores no Facebook.

Em número absoluto de interações, o pré-candidato do Novo teve 1,46 milhões de reações aos seus posts — um desempenho superior ao de Marina Silva (Rede), que teve no total 475,8 mil curtidas, comentários ou compartilhamentos em seus posts.

Apesar de estar na sua segunda corrida pela Presidência (fato que, de certa forma, o tornaria conhecido nacionalmente), o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) ainda não bateu a marca de 1 milhão de fãs na rede social.

João Doria (PSDB), que mira o governo paulista mas é visto como um plano B dos tucanos para o Planalto, tem 2,68 milhões de seguidores na rede social.

Veja o ranking de acordo com a taxa de interação das páginas dos presidenciáveis:




Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Facebook, TwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134E-mail: canaldopovopb@gmail.com 




Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.