Ads Top

Contra Colo-Colo, Corinthians busca sua segunda virada na Libertadores




Apenas uma vitória interessa ao Corinthians nesta quarta-feira. A equipe de Osmar Loss enfrenta o Colo-Colo, às 21h45, em Itaquera e precisa reverter a derrota por 1 a 0 sofrida no Chile para avançar de fase na Copa Libertadores. Caso isso aconteça, será apenas a segunda vez que o Timão conseguirá uma virada na competição após sair em desvantagem na partida de ida.

O único caso aconteceu em 2000, contra o Rosário Central, também nas oitavas de final, quando os argentinos venceram o primeiro duelo por 3 a 2. No jogo de volta, o Corinthians devolveu o mesmo resultado no Pacaembu e garantiu a classificação nos pênaltis.

Desde sua primeira participação na Libertadores, em 1977, foram dez mata-matas que o Alvinegro saiu derrotado na partida de ida: 1991, 1996, 1999, 2003, 2006, 2010, 2013 e 2015, em todos esses anos o Corinthians foi eliminado, com exceção de 2000 e 2018, até o momento.

Com Dida indo de vilão a herói, Luizão decidindo e concentração antecipada, o LANCE! conta todos esses detalhes desse duelo contra o Rosário Central em 2000.

Corinthians 5 (4) x (3) 5 Rosário Central - Oitavas de final da Libertadores de 2000 (agregado)


A partida de ida foi típica de um duelo entre brasileiros e argentinos, com lances muito disputados. Numa noite em que os zagueiros estavam 'perdidos' e os atacantes sem poder de finalização, o Corinthians foi derrotado por 3 a 2 para o Rosário Central. A equipe comandada por Oswaldo de Oliveira chegou a estar perdendo por 3 a 0, mas Luizão fez dois e salvou o time de um vexame


O primeiro tento adversário veio nos acréscimos do primeiro tempo. Dida cometeu falha grotesca e se atrapalhou com o zagueiro Adílson, deixando o gol livre para Pizzi fazer 1 a 0. Os erros do sistema defensivo corintiano voltaram a acontecer na segunda etapa e o Rosário aproveitou. Em menos de 15 minutos, o placar já marcava 3 a 0. Mas, Luizão mostrou seu poder de decisão e colocou o Corinthians novamente na briga. O segundo gol do Timão saiu apenas aos 48 minutos.

No Pacaembu, mais um duelo emocionante entre as equipes. No tempo normal, o Corinthians chegou a estar perdendo por 2 a 1, mas conseguiu virar. Luizão mais uma vez decidiu e fez o gol que levou a decisão para os pênaltis. O resultado final foi de 3 a 2 para os brasileiros.

A redenção de Dida veio nas penalidades. As quatro primeiras cobranças foram convertidas, até que Edu Gaspar chutou para fora. O Timão ficou em desvantagem até o quarto batedor do Rosário, Kily González, que parou no paredão alvinegro. Gordillo desperdiçou a última cobrança e fez a alegria dos mais de 37 mil torcedores que estavam presentes no estádio paulista.

Vale ressaltar que o Corinthians também decidiu antecipar a concentração dos jogadores em 2000. Os atletas se apresentaram na segunda-feira de manhã para o jogo que seria realizado terça à noite. E, para a partida contra o Colo-Colo, em Itaquera, os relacionados se apresentaram na última segunda, no fim da tarde. Eles dormiram no CT Joaquim Grava por duas noites e não uma, como costuma ser nas vésperas dos jogos. A decisão veio em um acordo entre comissão técnica e elenco.

- Em conversa com diretoria e líderes do elenco, entendemos que era importante nesse momento. Para mostrar o quanto a gente está imbuído de buscar essa classificação, se sacrificar, deixar as famílias, dois dias, não é uma cultura do Corinthians. Nessa conversa que tivemos com as liderança, todo mundo achou muito interessante nesse momento, demonstrar o sacrifício e se concentrar no objetivo - expôs o técnico Osmar Loss.






Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 99853 2134
WhatsApp: (83) 99853 2134
E-mail: canaldopovopb@gmail.com

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.