Ads Top

Coalizão dos EUA diz ter atacado combatentes do Estado Islâmico em mesquita síria




A coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater militantes do Estado Islâmico na Síria disse ter atingido uma mesquita nesta segunda-feira que estaria sendo usada como um centro de comando pelo grupo. É o segundo incidente do tipo em menos de uma semana. 
"Um ataque da coalizão destruiu uma série de prédios usados pelo Daesh para promover ataques. Um dos edifícios usados pelo Daesh é uma mesquita que estava sendo usada como uma posição defensiva de combate e como um centro de comando", disse a coalizão, usando um acrônimo da língua árabe para designar o Estado Islâmico. 

"O ataque matou vários guerrilheiros do Daesh que disparavam contra forças parceiras da coalização, que eliminaram mais uma base do Daesh do campo de batalha", acrescentou a nota.

O ataque aconteceu em As Susah, na Síria. 

No domingo, a coalizão disse ter matado militantes no leste da Síria ao atacar uma mesquita do Estado Islâmico como base. 

Os EUA lideram uma coalizão internacional que conduz ataques aéreos contra o Estado Islâmico desde 2014. As tropas norte-americanas apoiam a frente terrestre com forças governamentais do Iraque e com grupos árabes e curdos na Síria.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que ataques aéreos mataram 41 pessoas, incluindo 10 crianças, no leste da Síria e nos arredores entre quinta e sexta-feira. Muitos eram parentes iraquianos de combatentes do Estado Islâmico, segundo o órgão de monitoramento baseado no Reino Unido.
Entretanto, a coalizão disse que o ataque na quinta matou 12 militantes, desativando um centro de comando que era usado para atacar forças da coalizão e seus aliados.





Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Facebook, TwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 993191 9890
WhatsApp: (83) 993191 9890
E-mail: canaldopovopb@gmail.com
Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.