Ads Top

Lei determina comercialização de canudos biodegradáveis em Cabedelo




Está em vigor a nova lei que obriga restaurantes, bares, lanchonetes ou barracas de praia do município de Cabedelo, no Litoral Norte paraibano, a fornecerem aos consumidores canudos de papel biodegradável ou reciclável individualmente embalados com material semelhante. A Lei 1.923/2018 foi proposta pelo vereador Evilásio Cavalcanti (MDB) e aprovada pela Câmara Municipal.

De acordo com o vereador, a determinação é uma adaptação para extinção total dos canudos de plástico. "No primeiro momento, haverá uma campanha de conscientização do Procon Municipal e da Vigilância Sanitária. Não há como pedir a eliminação imediata dos produtos de plástico por conta de adequação dos próprios comerciantes", disse em entrevista ao Portal T5. No entanto, Evilásio informou que até o fim do ano, os produtos de plástico devem desaparecer dos comércios do município.

Após o fim da campanha, os comerciantes que não disponibilizarem os produtos biodegradáveis podem pagar multa de até R$ 3 mil reais, informou o político.

Dano ambiental - A revista americana "Science" publicou um estudo que revela a poluição anual nos mares e oceanos. De acordo com o estudo, oito milhões de toneladas de restos plásticos são descartados no meio ambiente marinho, este número equivale a 250 quilos por segundo. Por serem leves e pequenos, canudos podem ser ingeridos e ficarem alojados nos estômagos de aves marinhas, peixes e mamíferos de grande porte.







Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Facebook, TwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 993191 9890
WhatsApp: (83) 993191 9890
E-mail: canaldopovopb@gmail.com
Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.