Ads Top

Procon-JP alerta consumidor para ter cuidado com as promoções antecipadas da Black Friday




A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) realiza campanha de alerta ao consumidor sobre como realizar compras seguras durante as promoções antecipadas da Black Friday nas lojas físicas e virtuais. O objetivo é inibir possíveis enganações quanto aos descontos
oferecidos.
 
A secretária-adjunta do Procon-JP, Maristela Viana, aconselha aos consumidores que pretendem aproveitar essas promoções antes e durante a Black Friday, para que fiquem atentos à chamada ‘maquiagem’ nos preços.
 
"O consumidor que espera o ano todo para comprar algo há muito necessitado ou desejado, deve ficar alerta para não ser enganado com os preços 'maquiados'. Chamamos a atenção para o perigo dos produtos terem o preço elevado antes do anúncio das promoções e depois serem reapresentados com um preço menor, que nada mais é do que o valor anterior, ou seja, não existe desconto real. Isso se chama maquiagem de preços", informou Maristela Viana.
 
A secretária salienta que o Procon-JP está atento para evitar abusividades desse tipo e a campanha de esclarecimento junto ao consumidor também é uma forma de prevenir os lojistas. "Como a Black Friday vem crescendo a cada ano e já faz parte do calendário de eventos promocionais no comércio, seja físico ou virtual, é importante que todos tenham esse tipo de atenção".
 
Denúncias - Maristela avisa que se alguém notar algo suspeito, deve procurar o Procon-JP imediatamente. "O consumidor deve ligar para o Procon-JP no 0800 083 2015, 3214-3040 ou ir até a sede, na avenida Pedro I, 473, Tambiá, ou ainda nos postos de atendimento do MPPB, no Parque da Lagoa, ou no posto avançado instalado no anexo da Faculdade Uninassau, na avenida Amazonas, no Bairro dos Estados".
 
Internet - Ela esclarece ainda que o mesmo tipo de alerta serve para compras em sites. "Aconselhamos que o consumidor deve dar preferência a sites com boa reputação no mercado e desconfiar de ofertas muito abaixo do padrão de mercado, conferindo se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato). Compras em redes sociais como WhatsApp, Facebook e Instagram também devem ser evitadas".
 
Relação no site do Procon-JP - Maristela Viana informa que o site da Secretaria -proconjp.pb.gov.br - disponibiliza a lista completa das empresas que não são recomendáveis para compras na internet. "Temos à disposição do consumidor na página principal do nosso site, uma aba que leva à relação daquelas empresas virtuais que não são recomendadas para compras. Quem quiser realizar uma compra segura pela internet deve fazer essa consulta", aconselha.
 
Compra segura pela internet
 
- Preferir sites com boa reputação no mercado
- Desconfiar de ofertas muito abaixo do padrão de mercado
- Verificar se o endereço eletrônico indicado na barra é o mesmo informado no site
- Verificar a adoção de sistemas de segurança (cadeado ativo no canto direito da tela) principalmente quando fornecer dados pessoais
- Desconfiar de formas de pagamento incomuns como depósito em conta de pessoas físicas
- Conferir se a empresa existe de fato e de direito (CNPJ, endereço e telefone de contato)
- Evitar compras através das redes sociais, preferindo sites de compras
- Entrar imediatamente em contato com os órgãos de defesa do consumidor em caso de dúvida ou se identificar algo suspeito durante a transação
 


SecomJP



Acompanhe mais notícias do Canal do Povo
Facebook, TwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a gente:
Telefone: (83) 993191 9890
WhatsApp: (83) 993191 9890
E-mail: canaldopovopb@gmail.com
Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.