Ads Top

BARBARIDADE: Restos mortais e lixo hospitalar são encontrados no meio da rua




Restos mortais de um feto e lixos hospitalares foram encontrados na Rua Godofredo Ferro, no centro de Maceió, na tarde desta sexta-feira (30).

De acordo com a Vigilância Sanitária, além dos restos do feto foram encontrados frascos de medicamentos, gases sujas de sangue, grande quantidade de agulhas e seringas contaminadas, e outros lixos que foram descartados irregularmente.

Segundo a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Maceió, junto ao lixo havia documentos com a identificação da Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, que fica a poucos metros do local em que os lixos foram encontrados.

Ainda de acordo com a secretaria, os fiscais fizeram inspeção na unidade hospitalar, onde também houve o flagrante de lixo hospitalar misturado ao lixo comum. O hospital foi autuado pelos três órgãos municipais por crime ambiental e deve apresentar defesa em até cinco dias úteis.

A reportagem do G1 tentou contato com responsáveis pelo hospital, mas não conseguiu.

Segundo Luana Pires, gerente de inspeção do Serviço de Saúde da Vigilância Sanitária de Maceió, os lixos estão sendo recolhidos e a investigação será por conta da Polícia Civil.

“Ainda não temos certeza se tem um feto dentro da placenta, isso será investigado pela Polícia Civil. Também serão solicitadas imagens das câmeras de segurança do local, porque os moradores falam coisas diferentes e não sabemos quem jogou isso aqui”, disse a gerente de inspeção.

Os institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) estiveram no local para fazer a perícia e recolher os restos do feto. A Polícia Militar também foi acionada para a ocorrência.

Segundo a prefeitura, os resíduos perfurocortantes contaminados foram coletados pela empresa Serquipe, que é habilitada para o serviço.

Além deles, agentes de fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) e da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) também estiveram no local.







Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.