'NÃO VAI NÃO': Outra condenação impede Berg de reassumir prefeitura, diz magistrado




Após a decisão do Superior Tribunal de Justiça, que, de forma unânime, na tarde desta quinta-feira (13), decidiu pelo retorno de Berg Lima ao mandato de prefeito de Bayeux, criou-se uma atmosfera especulativa na cidade sobre as diversas possibilidades da volta ou não do prefeito preso pelo GAECO no fatídico episódio do Restaurante Sal e Pedra, no dia 5 de julho de 2017.

O STJ decidiu em favor de Berg dentro dos desdobramentos do processo criminal a que responde, não interferindo na sentença do processo cível diante do qual o prefeito afastado também responde, por denúncia do Ministério Público.

O juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, autor da sentença, emitiu um comunicado à Câmara Municipal confirmando a condenação de Berg Lima por ato de improbidade administrativa na esfera cível, proibindo, portanto, que ele reassuma a chefia do Poder Executivo municipal.

Berg ainda responde a um processo de cassação na Câmara Municipal, que agora deve ganhar celeridade, haja vista ao forte apelo popular que ganhou com a decisão desta tarde e com o clima de instabilidade política e administrativa por que passa a cidade.




News Paraíba


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.