Ads Top

Por cartas, Lula concede entrevista após ser preso e critica Moro; veja vídeo


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em entrevista concedida por cartas à emissora britânica BBC. “[Moro] fez política e não justiça“, disse ao veículo jornalístico, que divulgou parte da conversa nesta quinta-feira (6.dez.2018).
Em outubro, o petista foi impedido de conceder entrevistas pessoalmente ou por telefone pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Na ocasião, o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, proibiu a realização de uma entrevista do jornal Folha de S.Paulo. O plenário da Corte ainda não analisou o tema.

Na entrevista, Lula afirma que o veredito que o condenou foi politicamente motivado. “Eu fui condenado por ser o mas bem sucedido presidente da República e o que fez mais pelos pobres”, escreveu. O sindicalista está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) desde 7 de abril, condenado a 12 anos e 1 mês pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
Segundo o ex-presidente, o futuro ministro do governo Bolsonaro sabia que “se agisse de acordo com a lei teria que me absolver e eu seria eleito presidente“. Sobre as eleições, Lula disse ainda que “Bolsonaro só ganhou porque não concorreu contra mim“.

De acordo com a BBC, Lula afirmou que é inocente e que “está preso sem motivos“. Além disso, falou que, “se isso está sendo feito com um ex-presidente“, os direitos dos brasileiros estão em risco.

Em resposta às acusações de Lula, Sérgio Moro respondeu à BBC que o ex-presidente foi condenado por ser a “mente por trás do escândalo da Petrobras“. O futuro ministro disse também que cortes de apelação condenaram por unanimidade o sindicalista. “Isso não é uma decisão de 1 homem só“, afirmou.
O ex-juiz disse ainda que a nomeação como ministro não tem relação com a condenação de Lula. “Eu não sabia quem seria eleito presidente quando decidi a sentença, em 2017“, afirmou.

A entrevista foi concedida ao jornalista brasileiro Kennedy Alencar e faz parte do documentário de 3 partes “What Happened to Brazil…“, que será lançado em 12 de janeiro.


Veja vídeo:




Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.