Ads Top

Vândalo picha Concha Acústica e faz piada, em Patos



A Concha Acústica Nilson Batista, localizada na Praça Edivaldo Mota, Centro de Patos, foi alvo mais uma vez do crime de pichação e está revoltando a sociedade. O empresário Adolpho Crispim postou a foto do fato na sua rede social na manhã desta sexta-feira, dia 21, e pediu para denunciar o vândalo que cometeu o crime.
A aproximadamente 30 dias, a Concha Acústica passou por nova pintura em decorrência de pichações feitas em diversas partes. A Prefeitura Municipal de Patos realizou os serviços, porém, o crime voltou a ser praticado e o vândalo fez piada, escrevendo: “EU PIXO E VCS PINTA VAMOS VER QUEM TEM MAIS TINTA”.
A Praça Edivaldo Mota tem sido palco de eventos culturais, religiosos e vários outros, no entanto, também vem sendo usada para consumo de drogas, bebedeira e até prática sexual. Se tornou comum o esvaziamento das famílias que antes faziam da praça um local de visitação.
Sem câmeras de monitoramento, encontrar os criminosos das pichações depende de denúncias anônimas e daqueles que repudiam a depredação de órgãos públicos, pois, quem paga pelos atos vergonhosos é o próprio povo através dos seus impostos que deveriam ser destinados para outros fins.
Em pesquisa simples na internet, o escritório Rocha Advogados disponibiliza o seguinte trecho: “No Brasil, a pichação é considerada vandalismo ecrime ambiental, nos termos do artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que estipula pena de detenção de 03 meses a 01 ano, e multa, para quem pichar, grafitar ou por qualquer meio conspurcar edificação ou monumento urbano”.




Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.