Berg rechaça possibilidade de cassação de seu mandato: “Sem legitimidade”




No comando da prefeitura de Bayeux desde o dia 18 de dezembro, o prefeito Berg Lima (Podemos) tem demonstrado tranquilidade quando o assunto é a possibilidade de cassação de seu mandato por parte da Câmara Municipal da cidade, cuja sessão está prevista para esta quinta-feira (03).

Apesar da data, a possibilidade de que a votação seja novamente adiada ainda é real.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Ninja, o atua presidente da Câmara,  Jefferson Kita (PSB), quer adiar a sessão para outro dia. Na cidade os vereadores estão em cima do muro, deixando no ar a incógnita sobre serem favoráveis ou contrários ao afastamento definitivo de Berg do cargo.

Enquanto nada acontece, Berg mostra tranquilidade. Ele disse que as denúncias são infundadas e sem legitimidade e que confia que não será condenado na votação do pedido de cassação, na Câmara Municipal.

Berg disse ainda que a sessão de amanhã está incerta.

“Nós não temos ainda confirmação se haverá ou não essa sessão. Mas a nossa defesa está com a expectativa boa, positiva, sabendo que as denúncias são infundadas e não têm legitimidade”, arrematou.









Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.