Cientista é devorada viva por crocodilo de 5 metros




A cientista indonésia Deasy Tuwo, de 44 anos, foi devorada viva por um crocodilo de aproximadamente 5 m de comprimento enquanto tentava alimentá-lo na última semana. O caso foi divulgado nesta segunda-feira (14) pelo jornal britânico The Sun.

Segundo a publicação, o réptil — que vive no Yosiki Laboratory, na Indonésia — saiu do local onde estava isolado na última sexta-feira (11) e escalou uma parede de 2,4 m de altura até alcançar a cientista e puxá-la para dentro d'água.
Deasy Tuwo foi encontrada por colegas de trabalho no mesmo dia, depois que eles notaram uma "forma estranha" no lago. Na mandíbula do animal, foram achadas partes do corpo da cientista.

O réptil, de nome Merry, já havia matado outro crocodilo com quem dividia o lago. A equipe do laboratório conhecia a natureza agressiva do animal. Ele será enviado a um centro de resgate da vida selvagem no distrito de Bitung, ao norte da Indonésia, enquanto a polícia tenta rastrear um empresário japonês que pode ser seu dono.









Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.