FATALIDADE: Jogador de handebol de areia morre em acidente ao vir disputar taça em JP




Ex-atleta brasileiro de basquete e jogador de handebol de areia, Artur Costa Rodrigues morreu na madrugada da última quarta-feira (16) em um acidente de carro, em Alagoas, aos 23 anos de idade. A Confederação Brasileira de Handebol divulgou uma nota lamentando o falecimento do jogador.

“A CBHb torna público o seu profundo pesar pela perda de um jovem atleta do handebol brasileiro. Infelizmente, a vida e a carreira do Artur Costa Rodrigues, atleta do Niterói Rugby, time de beach handebol do Rio de Janeiro, foram interrompidas na madrugada desta quarta-feira, num acidente automobilístico no litoral norte de Alagoas. O esporte nacional perde um promissor esportista, dedicado e comprometido na carreira de atleta. Nos solidarizamos com os familiares e amigos neste momento difícil e de tamanha tristeza”, escreveu a Confederação em seu site oficial.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Niterói, Artur estava no carro com mais dois atletas da equipe de handebol de areia: Pedro Budega e Luan Moza, além do árbitro Lucas Brasil. O grupo estava a caminho de João Pessoa para a disputa da Taça Kika, quando colidiram com um muro de uma ponte em um trecho da rodovia AL 104, no município de São Miguel dos Milagres, no litoral norte alagoano.

Os outros três ocupantes do veículo estão em situação estável. Lucas já recebeu alta médica, mas Pedro e Luan permanecem internados em um hospital em Maceió.

Artur também foi jogador de basquete do Niterói e conquistou o título do Campeonato Estadual da modalidade, no Rio de Janeiro. O ex-atleta chegou a disputar o NBB com o Botafogo.

A equipe pela qual o atleta defendeu as cores também lamentou o ocorrido. “Com tamanha tristeza, nos despedimos de um campeão dentro e fora de quadra. Você deixou um legado inesquecível de caráter, lealdade e hombridade. Descanse em paz, Artur. Um dia a gente se encontra, Gisa”, escreveu o perfil do Niterói Basquete Clube.

Pelos amigos do Niterói, Artur era conhecido por estar sempre sorridente e ser totalmente de bem com a vida. Além disso, o atleta sempre valorizou muito o trabalho em equipe e não desanimava nem mesmo quando não tinha oportunidades de entrar em quadra no basquete.

Velório e enterro de Artur acontecem nesta sexta-feira (18), no Cemitério Parque Nycteroy, em São Gonçalo.



Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.