Paraibana convidada para Direitos Humanos “lutará contra aborto”




A paraibana Morgana Macena foi convidada para participar do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandada pela pastora Damares Alves. Morgana, que também é pastora, deve assumir uma pasta no governo Bolsonaro.

Em contato com o Portal MaisPB, ela afirmou que está em Brasília desde o dia 03 de janeiro ‘tomando pé da situação’, mas discutindo como voluntária enquanto a nomeação não sai no Diário Oficial da União. Ela afirma que foi convidada para participar da Diretoria Nacional dos Direitos Humanos, mas caberá a Damares escolher a pasta.

O foco da pasta, segundo Morgana, será o que a constituição determina: a defesa das mulheres, da família e da criança. Ao Portal MaisPB, a pastora afirmou que lutará contra a ideologia de gênero e o aborto.  A paraibana ainda informou que deve haver uma conferência das mulheres este ano, mas sem dar detalhes, ela explicou que projeto será revelado posteriormente pela ministra.

Segundo ela, o convite foi feito em meados de dezembro quando estava nos Estados Unidos. Morgana ressaltou que já trabalha com Damares há mais de 20 anos , com quem tem uma relação de amizade e sua nomeação é fruto do trabalho desenvolvido em Cabedelo e no Nordeste. “Estamos na luta há mais de 20 anos pelo ativismo. Estamos sempre juntas”, frisou.

Cogitada para disputar a Prefeitura de Cabedelo, Macena afirmou que não houve declinação de sua parte para concorrer ao cargo, nem relação com a nomeação.

“Não sou candidata a nada, há mais de 20 anos luto contra aborto, pedofilia, e de dez anos para cá, também contra a  ideologia de gênero”, explicou.

Além de Morgana, o pastor e procurador da Fazenda, Sérgio Queiroz também participará do Governo Bolsonaro. Ele é o titular da Secretaria de Proteção Global, pasta responsável por desenvolver ações voltadas ao público LGBT.





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.