Ads Top

Pressão é para tentar me atingir, diz Bolsonaro sobre Flávio




Em entrevista ao Jornal da Record na noite desta quarta-feira, 23, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as investigações que têm como base relatório do Coaf que cita seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro, têm como objetivo atingir o governo federal.

"A pressão enorme em cima dele é para tentar me atingir. Ele esteve com o seu sigilo quebrado, fizeram uma arbitrariedade em cima dele". A entrevista foi realizada durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, após Bolsonaro ter cancelado coletiva de imprensa com os ministros também presentes no evento.

"Ele tem explicado tudo o que acontece com ele nessas acusações infundadas. Não é justo atingir um garoto para tentar me atingir. Nós não estamos acima da lei, agora que cumpram a lei, não façam de maneira diferente para conosco."
Também nesta quarta, Jair Bolsonaro chegou a afirmar em entrevista à Agência Bloomberg, que "Se Flávio errou, ele terá de pagar o preço por essas ações que não podemos aceitar", além da frase "eu lamento como pai". O discurso proferido de noite teve tom oposto à entrevista realizada durante a manhã.

A entrevista na Record também abordou posições tomadas no âmbito econômico, além da justificativa por parte de Bolsonaro do motivo de não ter comparecido à coletiva de imprensa agendada durante o Fórum Econômico.




 Foto: EVARISTO SA/ BBC News Brasil

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.