Escola em João Pessoa não inicia aulas após diretor ser afastado e alunos protestam por melhorias



Estudantes da escola cidadã integral João Goulart, localizada no bairro Castelo Branco, em João Pessoa, realizaram um protesto na tarde desta quinta-feira (14), para reivindicar soluções para problemas pedagógicos e estruturais da instituição. Na mobilização, os alunos pediram que o antigo diretor da instituição, que foi afastado, seja renomeado para o cargo.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação (SES) informou que os gestores das Escolas Cidadãs Integrais em todo o Estado são selecionados por meio de edital e que a nomeação do novo gestor já foi encaminhada e deve ser publicada no início da próxima semana. A SES declarou também que uma equipe deve ir à escola nesta sexta-feira (15), para consertar o telhado.

Em relação aos problemas com ar-condicionado, a nota esclarece que e Energisa aprovou um projeto do Estudo de Cargas e que, com isso, a instalação de poste e transformador deve ser feita a partir desta sexta-feira. Após isso, segundo a nota, a concessionária tem 120 dias para fazer a ligação do transformador com a rede.

De acordo com uma professora, que preferiu não ser identificada, após exonerações o colégio ficou sem diretor e sem coordenador pedagógico. Com isso, os horários letivos não foram montados e as aulas para os alunos do ensino médio, que deveriam ter começado efetivamente nesta quinta-feira (14), já que os três primeiros dias foram de acolhida, não aconteceram.

Segundo ela, o grêmio estudantil foi informado que essas atividades não poderiam ocorrer, por se tratarem de mais de 20 aulas que precisam ser organizadas. A profissional contou ainda que os professores formaram uma comissão e protocolaram um documento na Secretaria de Estado da Educação, para que a situação fosse resolvida.

A professora ressaltou que o diretor estava trabalhando para que as melhorias estruturais fossem implementadas. “O gestor atual, que estava desenvolvendo um trabalho legal aqui junto com a equipe escolar, a comunidade de alunos, não foi renomeado. E até hoje eles não deram essa explicação plausível para a gente", disse.

Ela relatou ainda que uma comissão responsável pelas escolas cidadãs integrais foi até o local, na tarde desta quinta-feira, e, durante uma reunião, afirmou que não estava ciente desses problemas, informando também que as atividades no colégio devem ser suspensas temporariamente para que reparos sejam feitos.

Os alunos

Em setembro de 2018, os estudantes da escola realizaram um ensaio fotográfico crítico e bem-humorado para cobrar soluções em relação aos problemas estruturais do local, como mofo, infiltrações, área com entulhos e a construção de uma subestação de energia.

Além disso, em maio do mesmo ano os alunos os alunos já haviam interditado uma das faixas de trânsito da Via Expressa Padre Zé por duas horas, durante um protesto, devido a problemas com o telhado de algumas salas.

Durante a mobilização da tarde desta quinta-feira, segundo uma integrante do grêmio estudantil, os alunos reivindicaram principalmente o retorno do então diretor, Felipe Baunilha, escolhido pelos alunos e professores, conforme informado por ela.

Preocupação dos pais

De acordo com Maria Luziara Costa, representante dos pais e mães de alunos no Conselho Escolar, parte dos estudantes sente que os problemas são ignorados por parte da Secretaria.

“Na cabeça dos alunos, o que eles ficam mais revoltados, é como se a gestão e também os alunos estivessem incomodando, porque eles reivindicam por uma boa educação na escola. A revolta dos alunos é essa, porque eles reivindicam, aí dão uma ‘tapeada’ dizendo que vão resolver e fica tudo do mesmo jeito”, comentou.

Ela ressaltou que a principal preocupação é em relação à preparação que o filho dela está recebendo. “Ele está lá desde o 1º ano e está fazendo o 3º ano, que é um ano muito importante, de Enem [Exame Nacional do Ensino Médio]. Então já começou o ano sendo prejudicado, não só ele mas todos os alunos”, desabafou.





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.