Prefeitura de Pocinhos explica salários de secretários


A prefeitura de Pocinhos, por meio de sua Assessoria de Comunicação emitiu uma nota com o objetivo de esclarecer acerca de matéria publicada em um portal da região, que dava contas de que alguns secretários municipais estariam recebendo salários muito altos.

Na nota a prefeitura informa que os dados extraídos do Sagres referem-se ao mês de dezembro e computam valores de salário e décimo terceiro, causando uma falsa impressão de que os servidores teriam salários incompatíveis.

Ainda é dito que a gestão de Cláudio Chaves tem se esforçado para reduzir os gastos e que age com bom senso. “A prova é que, num esforço pelo equilíbrio das contas públicas, através de decreto, a atual gestão manteve por um período considerável de tempo, reduzidos, os salários do prefeito, da vice-prefeita e dos secretários”, diz.


Veja a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Fomos surpreendidos na manhã desta segunda-feira (11) com uma publicação em um portal de notícias, que provavelmente por falta de conhecimento da legislação vigente no país, acerca da Lei Trabalhista, que diz que todo trabalhador tem direito a 13° Salário, bem como da Lei de Transparência, que diz que todas as despesas públicas devem constar no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade – Sagres.

Em face das informações publicadas, a Prefeitura Municipal de Pocinhos esclarece:
1.    O rendimento mensal de acordo com a publicação desconsidera que nas informações do mês de dezembro constam, além do salário normal de cada servidor, o pagamento do 13° salário, fazendo com que os números sejam bem maiores que nos meses anteriores;
2.    Os números aparecem maiores não apenas nos dois nomes citados, mas em todos aqueles que receberam o 13° no mês de dezembro;
3.    Os rendimentos dos secretários citados na matéria são exatamente iguais aos demais, não havendo quaisquer distinções. Cada secretário percebe mensalmente o valor bruto de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), tendo uma variação no valor líquido em virtude contribuições sindicais e ou outras deduções obrigatórias, retidas na fonte pagadora;
4.    A Prefeitura de Pocinhos tem empreendido todos os esforços para agir com equidade, austeridade e bom senso na destinação dos recursos públicos, não fazendo qualquer tipo de gasto desnecessário;
5.    A prova é que, num esforço pelo equilíbrio das contas públicas, através de decreto, a atual gestão manteve por um período considerável de tempo, reduzidos, os salários do prefeito, da vice-prefeita e dos secretários.

Isto, esperamos esclarecer à População de Pocinhos, e à imprensa do Cariri e de o Estado, que em Pocinhos a Prefeitura Municipal age com responsabilidade e bom senso.


Pocinhos, 11 de Março de 2019
  Assessoria de Comunicação



Da Redação com ASCOM Pocinhos


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.