O Sol está lá. Ele não se foi!


 

Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. 

Hebreus 12:2


Talvez você viva uma época em que as coisas não estão bem, num tempo de desânimo, sem muitas alegrias e não valorizando aquilo que lhe pode fazer sorrir. Talvez seu coração passe por diversas tribulações e elas soterrem sua alma em dores, tristezas, incertezas, lamentos e angústias.

É exatamente para pessoas como você que eu desejo falar nesse momento. Eu sei o que é viver assim, sei como é sentir as forças se esvaindo, sem nada poder fazer. Sei o que é perder a confiança em mim mesmo, no próximo e até em Deus. Sei como é não ter comunhão com Deus e viver as mais cruéis dores resultantes do afastamento do Senhor e de seus caminhos. Eu vivi isso, sofri, chorei, lamentei, caí em um 'vale' de profunda dor, lamento e escuridão da alma. 

Mas Ele, o Senhor se mostrou Deus Restaurador, Deus amor. Ele me fez enxergar o sol. Por isso posso dizer-lhe com o coração repleto de esperança de que as coisas hão de melhorar: O SOL ESTÁ LÁ. ELE NÃO SE FOI!

Sabe, no período em que as dores eram maiores que tudo, vi essa imagem que está na postagem, era o sol escondido entre as nuvens, escondido, mas ainda sol, escondido, mas ainda com luz e luz capaz de iluminar uma bela tarde. Disse ao meu filho: fotografa isso, fotografa! Eu quero essa foto! E Deus sabe como naquele momento me emocionei, mesmo que não houvesse lágrimas, mesmo que não houvesse entusiasmo, houve esperança e paz! 


Assim como houve em mim, espero que haja em você, paz apesar da dor, luz apesar da escuridão, alegria, apesar da tristeza. Desejo que seu coração seja cheio dessa paz pelo simples fato de que o Sol brilha apesar das nuvens escuras. A tristeza, a escuridão e a dor são transitórias, mas o Sol é permanente; o Sol é eterno!

É assim na minha e na sua vida. Por diversas vezes precisamos seguir em frente, mesmo que as “nuvens” comecem a escurecer, mesmo que tempestades venham, que avalanches soterrem tudo pela frente, mesmo assim, precisamos crer que o “sol” ainda há de brilhar. É urgente que olhemos além das nuvens, que mantenhamos nosso foco no Autor e Consumador de nossa Fé.


Se formos capazes de olhar para além das nuvens seremos alcançados pela sublime convicção de que há esperança mesmo que o desespero pareça irremediável. Se mantivermos em nosso peito a certeza plena de que depois de plantarmos em meios as lágrimas, voltaremos felizes colhendo o fruto... 

Ah! Queridos, se essas convicções encherem nossa alma, seremos capazes de enxergar o Sol, de crer na misericórdia e de viver na imensa esperança de dias melhores. E isso será combustível que nos manterá caminhando, sendo capazes de manter os olhos além do horizonte...


Hoje, o ‘Sol’ brilha intensamente em meu viver, as densas nuvens foram dissipadas, e a alegria de uma ‘bela manhã’ é presente. Não por mim ou por minha virtude, mas pelo Sol da Justiça. Somente pelo Sol! Com você também pode ser assim, olhe um pouco mais, perceba a luz, sinta um pouco do 'calor' de um Sol que nunca para de brilhar, deleite-se na certeza de que Ele virá ao seu encontro e a seu favor sempre! Creia mesmo quando não parecer crível, tenha esperança em meio ao desespero e alegria em meio a dor! 


Creia que O SOL ESTÁ LÁ. ELE NÃO SE FOI!



Pr. Ricardo Pereira


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.