OPINIÃO: Isso é UM BABACÃO!




 Antes de começar a dizer algumas coisas sobre a postura de um guarda municipal de Conde, quero deixar claro que o que penso sobre ele NÃO SE ESTENDE A GUARDA MUNICIPAL DE CONDE. Aliás, a GM de Conde é composta em sua grandiosa maioria por pessoas seríssimas, dedicadas, justas e honestas. Tenho lá bons amigos, que não merecem ser jogados no ‘ralo’ por causa da atitude intempestiva e certamente impensada de um homem (espero realmente que seja impensada).  


“Era pra tu ter dado uma direta no oi dele... o problema é porque a lapada foi pouca” [sic].

Essas são algumas das palavras que teriam sido proferidas por um agente público a respeito de um cidadão que alega ter sido vítima de violência em uma ação liderada pelo autor da frase.

Não senhor, a lapada não foi pouca. Ela foi imensa e não foi física. A lapada foi na honra da Guarda Municipal que sempre foi vista como aliada do bem, como amiga do povo do Conde, mas agora, em virtude da sua postura corre o risco de ter uma mancha desnecessária! Sinceramente espero que as providências evitem tal mancha.

A lapada foi direta sim, e foi na dignidade de um trabalhador que até cometeu uma infração de trânsito, mas não é criminoso, não é bandido e não agiu para ofender a moral, a honra e muito menos para atrapalhar o trabalho de ninguém. Ele errou ao tirar os cones, mas não deu motivos para apanhar na cara.

“Isso é uns babacão” [sic].

Babacão é que politicaliza tudo e transforma todos em inimigos pessoais quando enxerga querela política em tudo, e por isso acha que é senhor da razão e dono do mundo;

Babacão é quem acha que pode ser truculento, arrogante, desrespeitoso e ainda por cima, desdenhar de cidadãos  em nome da farda que veste;

Babacão é quem acha que a imprensa não deve perguntar e se incomoda ao ser questionado. Talvez por não ter as respostas, por se achar superior, ou ainda por saber que não tem justificativa para seus atos;

Babacão é quem não percebe nas perguntas da imprensa a possibilidade de explicar os fatos, dar sua versão e até mesmo se desculpar, se necessário for;

Babacão é quem acha que todos que questionam são ‘opositores fracos’.  

Babacão é quem não reconhece seu lugar de empregado do povo e pensa que uma farda, um cargo, um título o torna superior e lhe dão direito de humilhar e tripudiar da cara das pessoas;

Babacão é o senhor que em poucas palavras conseguiu admitir culpa, zombar dos ofendidos e ainda mostrar que o ‘poder’ não é algo com o qual sabe conviver bem.

O que esperamos

Da Prefeitura Municipal de Conde esperamos respostas claras e rápidas quanto as providências administrativas nesse caso.

Não vejo esse caso como uma questão política. Ele não é. Isso não tem nada a ver diretamente com a prefeita Márcia Lucena e sua posição ou modo de governar. Mas poderá passar a ter, se não forem tomadas providências urgentes. Se não disser ou fizer nada, a prefeita estará dizendo que concorda com o agente.


Por outro lado, se tomar uma posição firme, a gestora dirá a sociedade que deseja que todos sejam tratados de modo igual em sua gestão.

Por fim repito: ESSA ATITUDE ISOLADA NÃO REPRESENTA E NÃO PODE MANCHAR A IMAGEM DA GUARDA MUNICIPAL DE CONDE.

Ah! Continuarei perguntando!

Ponto. 

Caco Pereira


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.