ORTOPRAXIA: Guardar a feira, um ato de adoração ao Senhor


 


Por favor leia Mateus 6:25-34



Ao longo da vida Deus tem me feito viver o que chamo de ‘dias didáticos’, dias que Ele usa para promover em minha alma diversos aprendizados e saberes que, Ele mesmo usa para forjar em mim o cristão que almejo ser. Não tenho dúvidas que isso faz parte do processo de santificação, faz parte da corrida para o premio da soberana vocação em Cristo, conforme Filipenses 3.13,14.

Um dos aprendizados fundamentais em minha vida foi o de passar a reconhecer a boa mão do Senhor Deus, me sustentando em todas as coisas, suprindo todas as minhas necessidades. Isso de modo algum significa atender aos meus quereres, ao contrário, Ele me levou cativo à sua vontade, me fez mais submisso ao Seu querer, mais dependente do Seu agir e mais grato por Seu amor e cuidado.

Hoje quero falar da gratidão, mas em especial, gratidão pela provisão do pão de cada dia, do sustento físico mesmo, de alimento. Gostaria de falar sobre como guardar e feira deve ser um exercício de adoração ao Senhor.

A Bíblia nos ensina que tudo o que temos vem Senhor, que Ele nos sustenta em tudo, que até nosso alimento é resultado da providência do Pai. Mas muitas vezes nós não paramos para perceber isso, para reconhecer esse cuidado, sustento e provisão da parte do Pai (Leia Mateus 6:25- 34)..

Parar e contemplar a boa mão do Senhor nos sustentando, nos alimentando, cuidando das coisas mais simples nos levará a uma adoração sincera e contemplativa. Isso de fato, é render louvor, honra e adoração ao Senhor que nos sustenta.

Sempre que eu e Thaisa vamos ao mercado fazer as compras gosto de chegar em casa e guardar o que compramos, e faço isso com o coração repleto de alegria, com uma satisfação indizível e com uma gratidão imensurável ao Senhor, pois reconheço que ELE nos sustenta. Ele cuida de nós de um modo maravilhoso e inexplicável.

Cada quilo de feijão, de arroz, cada porção de carne, cada pacote de macarrão, enfim, cada um daqueles produtos representa, não o nosso trabalho, mas a bênção do Deus que de nós cuidou através do trabalho e dos talentos que Ele nos deu.

Porque o Senhor é bom, misericordioso, provedor, justo e compassivo, posso viver em paz, tendo muito, pouco, ou quase nada, mas jamais deixando de tê-lO comigo e com minha família em todo tempo (Leia o Salmo 23).

Porque o Senhor é bom, posso adorar enquanto guardo a feira. Hoje sei que noutros tempos nos quais faltaram amigos, alegrias, prazeres, abraços e até o pão, o Senhor que é meu Pastor, sempre esteve comigo e nunca me faltou. Pois “O Senhor é meu Pastor, e ELE em nada me faltará” Salmo 23 e “Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá”, Salmo 27.10

Hoje guardamos a feira e podemos dizer: Glória a Deus que de nós tem cuidado!




Pr. Ricardo Pereira





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.