Ads Top

PROTESTO: Alunos acusam professor de assédio sexual e denunciam estupro em escola de JP


Alunos do Centro Profissionalizante Deputado Antonio Cabral (CPDAC) no bairro de Valentina de Figueiredo, fazem um protesto na manhã desta segunda-feira (25). As reivindicações vão desde a falta de segurança e professores no local, até acusação de assédio e estupro.

De acordo com os manifestantes um dos professores da instituição assedia os alunos, fazendo comentários inapropriados e na semana passada enquanto os alunos participavam de um momento em homenagem às vítimas da chacina de Suzano, sete jovens não identificados teriam levado duas meninas ao banheiro e obrigado-as a beijar todos eles contra a vontade delas.

Além disso, os alunos reclamam que faltam professores de várias matérias e que o único vigilante da escola foi vítima de uma tentativa de assalto. Os bandidos tentaram roubar sua arma.

Wleica Aragão Quirino da 1ª Gerência de Educação do Estado afirmou que já esteve na escola anteriormente e que a única reivindicação que recebeu foi a respeito da falta de segurança e hoje ela voltou ao local para tratar do assunto, mas que não havia sido informada dos casos de assédio, nem de estupro. Wleica garantiu que as medidas cabíveis serão tomadas pelo estado e se for comprovado o fato dos assédios por parte do professor ele poderá ser afastado ou até mesmo expulso da Educação estadual.



Foto: Flávio Fernandes 

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.