Ads Top

BRUTAL: Homem é pendurado em árvore e assassinado com golpes de faca e barrote





Quatro adolescentes foram apreendidos e um homem foi preso em flagrante por suspeita de tortura e assassinato, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Segundo a Polícia Civil, os jovens amarraram e penduraram a vítima em uma árvore pelo pescoço e deram cerca de 10 golpes de faca e barrote na cabeça e nas costas, praticando, ainda, agressões nas partes íntimas.

Os adolescentes aprendidos têm entre 14 e 17 anos, sendo duas garotas. De acordo com o delegado Cláudio Neto, o crime foi praticado como vingança a uma agressão sofrida por uma das meninas, a mais nova do grupo, que era namorada da vítima. O homem morto teria dado uma coronhada nas costas da adolescente.

“A menina de 14 anos chamou a colega, de 15, e os outros rapazes para vingar a agressão. Além do espancamento e dos golpes de arma branca, há indícios de que a vítima tenha sofrido violência no ânus com um objeto “, comentou o delegado.

O caso expõe, segundo a polícia, uma briga entre grupos rivais de tráfico de drogas. A vítima, Joabson Marques da Silva, teria envolvimento com a venda de entorpecentes. “Quando a menina foi agredida, chamou o pessoal de um grupo que disputa a área de tráfico”, disse o delegado.
As prisões ocorreram na noite de quarta-feira (10), horas depois dos crimes serem praticados, na área da Vila Armínio da Paz. “Primeiro, achamos a menina de 14 anos e, a partir de informações dela, conseguimos localizar a colega dela, de 15. Depois, pegamos os outros”, disse o policial.

Segundo Cláudio Neto, dois homens ainda estão foragidos. “Eles já foram identificados”, comentou. Para o delegado, o caso é chocante, por envolver agressões graves praticadas por pessoas tão jovens.

“O pior foi a indiferença demonstrada por todos. Depois de serem detidos, eles riam de tudo”, declarou.

Todos os detidos foram levados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Recife. O homem será encaminhado para a audiência de custódia e os adolescentes ficarão à disposição da Justiça.








Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.