Em busca de parcerias Secitec promove encontro da comitiva do MCTIC com representantes de universidades federais


Em busca de parcerias e trocas de conhecimento, uma equipe da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), sob a gestão do vereador licenciado, Durval Ferreira, esteve reunida com professores do Laboratório  de Tecnologias para o Ensino Virtual e Estatística (LabTeve) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) na tarde desta quinta-feira (04). A equipe esteve acompanhada da comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) que está em João Pessoa em visita técnica para fiscalização de convênios.

Para a chefe de gabinete da Secitec, Vaneide Araújo, a troca de experiência entre a academia e o poder público foi intensificada pelo Polo Extremo Oriental das Américas (Extemotec). “A criação do Extremotec, que trabalha no sistema tríplice hélice - poder público, iniciativa privada e academia - envolveu os atores desse tripé que atuam em João Pessoa para que novos projetos sejam desenvolvidos a partir desse encontro”, afirma.

Para Tatiana Maranhão, analista em C&T e coordenadora geral de Popularização da Ciência do MCTIC, integrante da Assessoria Especial de Assuntos Institucionais do Gabinete do Ministro Marcos Pontes, o diálogo proposto pela Secitec de João Pessoa com as universidades é primordial para o conhecimento científico. “Vejo que o caminho da ciência é muito mais construtivo e colaborativo para a solução de problemas sociais reais se houver espaço na política para receber os cientistas. Por isso esse diálogo é tão importante. Eu tenho esperança nessa realidade e acredito que é necessário que se tenha liberdade para pesquisar e investimentos nas universidades”.

Para a professora doutora, Liliane Machado, umas das coordenadoras do LabTeve, o encontro promovido pela Secitec trouxe um sopro de esperança aos pesquisadores. “Espero que se estabeleça um diálogo maior entre a academia e o poder público para que possamos mostrar nossas expertises para saber como podemos levar a ciência para a sociedade além de buscar recursos para ampliar nossos projetos”, afirma a coordenadora.

Também se fizeram presentes na reunião os professores doutores Lúcido Formiga (vice diretor do Centro de Informática da UFPB), Euler Machado (vice diretor do Centro de Energia Alternativa e Renováveis  da UFPB) e Roni Moraes ( fundador e coordenador do LabTeve). Além de Mateus Lima (coordenador de operações do Polo de Inovação de João Pessoa), Carlos Wagner (professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco e que atua na formação de docentes em ciência no tocante à elaboração de projetos).


Assessoria

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.