Explosão provocada por vazamento de gás mata dois e fere três da mesma família, em PE



Uma explosão provocada por um vazamento de gás deixou dois mortos e três feridos de uma mesma família, no bairro de Primavera, em Camaragibe, no Grande Recife. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o caso ocorreu em três casas conjugadas, que desabaram após o acidente. Morreram Adalva Cecília Ramos, 76 anos, e o neto dela Felipe Henrique Ferreira, 17 anos.  acima)

Dois feridos foram socorridos pelos bombeiros e o outro, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Eles foram levados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste do Recife

Entre os feridos está José Joaquim Ramos Filho, 77 anos. Ele é marido de Adalva e avô de Felipe, que morreram. Também foram socorridas a irmã de José, Maria do Carmo Ramos, de 60 anos, e a neta dela, Bárbara Stephanie Silva da Cunha, de 18 anos.

O idoso foi transferido para o Hospital da Restauração (HR), onde encontra-se em estado grave, segundo a assessoria de imprensa da unidade de saúde.

Segundo o setor de assistência social da UPA da Caxangá, as mulheres sofreram escoriações leves, foram avaliadas por um ortopedista e passam bem.

Parentes das vítimas informaram que Bárbara teve alta, no fim da manhã, e Maria do Carmo será transferida para o Hospital Otávio Freitas (HOF), no Sancho, na Zona Oeste do Recife, por causa da fratura de três dedos do pé.
Foram enviados sete carros de bombeiros para a ocorrência, na Rua Frei Serafim, na entrada de Camaragibe, próximo a um posto de combustíveis. O chamado foi recebido pela corporação às 5h35.

Das três casas onde ocorreu a explosão, duas ficavam no térreo e uma, no primeiro andar. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) informou que enviou equipes ao local para desligar o fornecimento de energia elétrica na Rua Frei Serafim e outras próximas ao local da explosão.

Susto

A explosão ocorrida no início da manhã desta sexta assustou moradores da região. O mecânico industrial José Inácio da Silva disse que caiu da cama. "Acordar de manhã cedo com uma situação dessas é muito difícil. Moro a uns dez metros de distância e fiquei sem saber o que fazer", declarou.

José Inácio disse que um parente mora ao lado das casas que desabaram e sofreu muitos prejuízos. "Ele tem uma marcenaria em casa e perdeu tudo. Disse também que está com dificuldade para ouvir", comentou.

A aposentada Cileide Fernandes de Oliveira afirmou que a casa dela, nas imediações doa acidente, teve impacto da explosão. "O vidro caiu na minha cabeça. Meu neto deu grito", disse.

Ela contou, ainda, que viu um morador de uma das residências atingidas pedindo socorro. "Eu comecei a me tremer toda, nervosa. Todos são pessoas muitos boas e conhecidas na área e o senhor que está no HR sempre ajudava as crianças aqui", declarou.

Investigação

O capitão do Corpo de Bombeiros Álvaro Aureliano, que esteve no local do acidente, afirmou que o botijão de gás foi retirado intacto dos escombros. Ele disse que a explosão foi provocada pelo vazamento do produto acumulado no ambiente. “Qualquer centelha pode ocasionar a explosão”, observou.

Diante da gravidade do caso, ele ressaltou que é necessário tomar medidas de precaução ao trocar o botijão de gás. “É preciso verificar o posicionamento e colocar mangueiras com validade com selo do Inmetro “, orientou.

O perito do Instituto de Criminalística de Pernambuco (IC) Vinicius Nogueira afirmou que a análise preliminar mostra que houve problema com o sistema de gás.

"Recolhemos a válvula, o fogão e dois botijões para podermos se havia vazamento para provocar o confinamento do gás no ambiente.", declarou.

Defesa Civil

O secretário de Defesa Civil de Camaragibe, Roberto Ferraz, afirmou que dois imóveis foram totalmente destruídos na explosão e outro ficou danificado. "Vamos demolir a parte que restou para poder retirar os escombros", disse.

Ele explicou que as vítimas estavam em um mesmo imóvel, onde funcionava um pequeno bar. "Eram três casas juntas. O acidente aconteceu na do meio e as outras tiveram impacto", observou. Máquinas da prefeitura recolheram destroços das moradias, no fim da manhã.

A Defesa Civil também vistoriou outros imóveis no entorno do local do acidente, mas não encontrou problemas. "Não vamos precisar remover ninguém dessas outras casas", afirmou.





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.