Ads Top

Governo promove qualificação sobre a malária para profissionais de saúde do Conde




A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu, nesta quinta-feira (11) pela manhã, uma qualificação para médicos e enfermeiros da Atenção Básica do Conde sobre o manejo clínico da malária. A ação faz parte de uma série de atividades que vem acontecendo no município com o objetivo de esclarecer a população sobre todos os detalhes da doença. Recentemente, o Conde registrou dois casos de malária. A primeira paciente já recebeu alta e o segundo continua interno no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, respondendo bem ao tratamento. 

A qualificação foi realizada pela chefe do Núcleo de Doenças Transmissíveis, Dioneia Garcia, e pela médica infectologista Monnara Lúcio, ambas da SES. “A responsabilidade destes profissionais é de ter um olhar muito primoroso e não alarmar, mas também não baixar a guarda diante da doença”, alertou Dioneia.

A médica apresentou todos os detalhes da malária, desde os sintomas até os locais para onde a população deve se dirigir, medicamentos e tratamento. Ela alertou sobre a malária ter sintomas muito parecidos com outras doenças, a exemplo da dengue, zika, leptospirose e chikungunya. “Alguns sintomas são mal estar, cansaço, dor lombar, febre precedida de calafrios, fraqueza e dor de cabeça. Daí a importância de se procurar uma Unidade de Saúde, onde serão feitos os diagnósticos, pois, independente do resultado, será realizado o tratamento mais adequado”, disse Monnara. 

Ela alertou para o fato de que qualquer pessoa pode ser picada pelo mosquito transmissor da malária e a orientação é o uso de repelentes, mosqueteiros, telas em portas e janelas e roupas protetoras. 

Explicou ainda que o diagnóstico da malária é feito por meio do Teste Rápido e, principalmente, pela gota espessa (padrão Ouro pela Organização Mundial de Saúde). “A pessoa apresentou os sintomas, é feita a notificação em casos suspeitos; faz a coleta para Teste Rápido e gota espessa. Comprovado que é malária, é encaminhada para o HU, que está sendo referência da doença no estado”, explicou.

“Esta capacitação foi muito importante porque trouxe detalhes da doença, tirando várias dúvidas. É uma parceria que chega para fortalecer o conhecimento dos profissionais. E gosto sempre de dizer que não há motivos para medo e sim de cuidados”, pontuou a secretária de Saúde do Conde, Renata Martins. 

Para a enfermeira da Unidade Básica de Saúde, da comunidade quilombola Mituaçu, no Conde, Maria Dandra da Paz, a capacitação foi muito importante. “Os enfermeiros são a porta de entrada da comunidade nas unidades de saúde, portanto é o primeiro contato que o paciente tem com o profissional de saúde. Por isso, as informações repassadas foram muito importantes para esclarecer os profissionais e depois repassarmos para a população”, concluiu.

As ações no município continuam com a limpeza nas comunidades, diariamente, evitando o acúmulo de água que atrai o mosquito e, além de todas as ações já implementadas, neste sábado (13), será realizada, pela manhã, uma força-tarefa em Jacumã e Carapibus, com a participação de agentes comunitários de saúde; agentes de combate a endemias e funcionários da Secretaria Municipal de Saúde do Conde. A comunidade também está sendo convidada a participar. Durante a ação conjunta será feita busca ativa e encaminhamento para o exame da lâmina e intensificação da ação educativa com distribuição de panfletos e uso de carros de som.


SecomPB


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.