Ads Top

Hospital Geral de Mamanguape participa de Conferências de Saúde nas cidades do Vale


Representantes do Hospital Geral de Mamanguape participaram das atividades referentes às Conferências Municipais de Saúde, edição 2019, sediadas nas cidades da região do Vale do Mamanguape. A iniciativa pretende, junto com os órgãos de saúde locais e a comunidade, construir propostas na área de saúde para a região e eleger os delegados que as representarão na conferência Estadual e posteriormente na 16ª Conferência Nacional da Saúde, que acontecerá no mês de agosto, em Brasília. 

Na última sexta-feira (12), o diretor geral da unidade de saúde, Reginaldo Lota, ministrou uma palestra sobre “Saúde como Direito”, no município de Baía da Traição. Na ocasião, ele destacou o hospital como um direito conquistado pela população do Vale. “Vivemos um momento ímpar nessa região. O HGM é o marco no entendimento de que saúde se faz com o envolvimento de muitos. Esses encontros possibilitam o conhecimento dos mais variados contextos populacionais, para assim sermos mais assertivos aos anseios de cada comunidade aqui representada e que são assistidas por nossa unidade de saúde”, explicou. 

A conferência contou com a participação de autoridades, políticos, profissionais, estudantes, líderes comunitários e da população. O cacique Alcides, da aldeia Potiguara São Francisco, destacou a transparência dos debates e a importância do envolvimento do HGM. “Essa construção de trabalho entre gestões municipais com a estadual, na transparência com que vem ocorrendo é prova do amadurecimento a cada edição. O Hospital Geral de Mamanguape tem sido um forte parceiro no atendimento prestado, tanto para população urbana como também para os indígenas, através dos serviços pactuados”, destacou. 

Em umas das últimas reuniões, no dia 3 de março, durante a 7ª Conferência de Saúde em Mamanguape, município que demanda mais de 50% dos atendimentos do HGM, o secretário de saúde da cidade, Antônio Máximo, falou sobre a relevância do constante diálogo com a unidade de saúde. “O SUS tem passado por grandes reformulações, sendo necessário que usuários e prestadores de serviços estejam dialogando sobre novas propostas. O HGM, que junto à secretaria municipal é um dos maiores prestadores de serviço de saúde na cidade, é de fundamental importância para desfechos realmente edificantes para nossa população”, pontuou. 

No mesmo evento, a gerente executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Nóbrega, também ressaltou a relação do hospital com o encontro. “Este é um espaço valioso para diagnosticar e avaliar as ações executadas nesta cidade e também na região, propondo novas diretrizes para os próximos anos. O Hospital Geral de Mamanguape, como parte desse processo, se mostra ativo e construtivo nas decisões para essas novas estratégias”, acrescentou. 

O Hospital Geral de Mamanguape foi inaugurado pelo Governo do Estado da Paraíba em  julho de 2014. A unidade conta com os serviços de maternidade, possui, atualmente, 70 leitos e oferece aos pacientes exames laboratoriais, eletrocardiograma e raio-x. Cerca de 500 profissionais estão envolvidos no funcionamento da unidade, que presta atendimento aos moradores dos municípios que compõem a região do Vale do Mamanguape: Rio Tinto, Marcação, Pedro Régis, Mamanguape, Baía da Traição, Capim, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Jacaraú e Mataraca.


SecomPB



Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.