Vigilância Ambiental intensifica trabalho de prevenção das Arboviroses no conjunto dos sapateiros


A cidade de Patos continua apresentando alto risco de epidemia de Dengue e outras Arboviroses a exemplo da Zika vírus e febre chikungunya. Segundo o último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) realizado na cidade, o índice de infestação atingiu 7,3%.

O número é considerado preocupante, conforme o parâmetro técnico do Ministério da Saúde que estabelece alto risco para índices acima de 4%.

Na manhã desta terça-feira (16), a Vigilância Ambiental vinculada à Secretaria Municipal de Saúde de Patos intensificou o trabalho de inspeção no Conjunto dos Sapateiros, no bairro Monte Castelo. A localidade apresentou o maior índice de infestação.

Equipes de agentes de endemias percorreram todo o bairro repassando orientações e também inspecionando as residências para verificar a existência de possíveis focos do mosquito da dengue e de outras Arboviroses.

De acordo com o agente de endemias, Jonathan Gutemberg, os depósitos rasteiros como baldes, bacias e filtros, foram os mais inspecionados, já que muitas vezes costumam ser utilizados de forma inadequada para armazenar água. Ele alertou que tais reservatórios devem ficar fechados e também passar por limpeza pelo menos uma vez por semana.
A coordenadora da Vigilância Ambiental, Elisangela Queiroz, enfatizou que o trabalho tem sido de caráter resolutivo e também educativo, tendo em vista que busca conscientizar a população para contribuir nas formas de prevenção das Arboviroses.

A senhora Marcolina Pereira, moradora do conjunto dos sapateiros, comentou sobre o problema e considerou de total importância a população colaborar com o trabalho dos agentes de endemias, uma vez que a parceria entre poder público e comunidade pode gerar mais resultados.

Além do conjunto dos sapateiros, outros bairros localizados nas quatro áreas da cidade também estão gerando preocupação à Vigilância Ambiental, que tem buscado promover a prevenção dos focos de forma incessante.



Coordecom


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.