VIOLÊNCIA: Jovem é assaltada e estuprada, em Campina Grande



Uma mulher foi vítima de estupro após um assalto, por volta da 1h40 da madrugada desta terça-feira (23), no bairro da Ramadinha II, em Campina Grande. A vítima, de 19 anos, estava saindo do trabalho com a mãe quando as duas foram surpreendidas pelo criminoso em uma moto.

Segundo relato da vítima à equipe da TV Paraíba, o homem apareceu quando elas estavam chegando em casa e anunciou o assalto apontando a arma, pedindo os celulares e o dinheiro delas. Elas disseram que não tinham dinheiro porque tinham acabado de sair do trabalho.

O suspeito revistou a bolsa da mãe e roubou os celulares. Em seguida, ele mandou a filha subir na moto e a raptou. O homem a levou para um matagal, que fica próximo ao Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), no bairro do Mutirão, e a estuprou, sob ameaças.

"A todo momento ele falava que ia me matar com a arma apontada na minha cabeça", relata a vítima.

Instantes depois, a polícia chegou ao local e houve troca de tiros com o suspeito, que conseguiu fugir.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito deixou para trás vários objetos que facilitaram sua identificação. No local, foram apreendidos vários celulares, sendo um deles do suspeito, um colete de mototáxi com a numeração de registro e a moto utilizada por ele.

Ainda segundo a polícia, outros casos de estupro foram registrados na região com características similares - sendo o suspeito um mototaxista que agia em uma moto de cor cinza.

A vítima foi levada para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) para tomar um coquetel contra as doenças sexualmente transmissíveis e em seguida encaminhada ao Numol para fazer o exame de corpo de delito.

A PM segue com as buscas na região para encontrar o suspeito, mas, até as 9h30 desta terça-feira, ninguém foi preso.







Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.