PSB nacional se pronuncia sobre novas denúncias da Calvário




O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, tratou com cautela as últimas denúncias da Operação Calvário, que atingem a imagem do partido na Paraíba. Ele espera ouvir as explicações e argumentos da defesa dos investigados pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Na última quarta-feira (4), nove pessoas – entre elas ex-auxiliares das gestões do ex-prefeito e ex-governador Ricardo Coutinho – foram denunciadas por supostamente desviarem R$ 49 milhões do município de João Pessoa. A denúncia teve como origem a delação da ex-secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias.

“Não vou emitir juízo de valor sobre uma investigação em curso porque preciso ouvir as explicações e argumentos da defesa dos investigados. Numa democracia não se deve julgar ninguém por antecipação ou por simples notícia, afinal, a Constituição garante a todo cidadão o amplo direito de defesa e o devido processo legal”, disse Siqueira ao Portal MaisPB.

“Vi na notícia nomes de pessoas que, sinceramente, sequer as conheço”, acrescentou o dirigente.

Nessa quinta-feira (5), um vereador da pequena cidade de Ibiara, no Sertão do estado, anunciou que deixaria o PSB para se filiar a um partido “decente”.
“Coisa boa não tem nesse PSB, inclusive, estava lendo uma matéria sobre a ex-secretária Livânia [Farias]. Não acredito que Ricardo Coutinho com a cara tão boazinha tinha uma sujeira tão grande dessa. Inclusive, vou para um partido decente no tempo certo. No PSB não fico mais”, desabafou Francinaldo Galdino de Lima, presidente da Câmara de Vereadores.

Francinaldo ainda disse que pelo menos outro vereador (Valdemar Leite de Souza) e a vice-prefeita (Margarida Ramalho) devem seguir o mesmo caminho.






Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.