CRISE: Advogado de Bolsonaro denuncia que diretório do PSL na Paraíba pode ter sido comprado



O diretório do PSL na Paraíba pode ter sido comprado. Sob a presidência do deputado federal Julian Lemos desde 2018, o diretório paraibano apareceu em denúncia publicada pelo site Valor, onde também são citados os diretórios de São Paulo, Ceará e Rio Grande do Sul.

De acordo com a matéria, os advogados do presidente Jair Bolsonaro disseram ter tomado conhecimento, por meio de séries de denúncias feitas por integrantes partidários, de compra de diretórios do PSL em cidades dos quatro estados citados.

Segundo matéria publicada sobre o mesmo tema no site O Antagonista, o advogado de Jair Bolsonaro, Admar Gonzaga, disse: “São os locais de onde vêm essas denúncias. Acontece que essas denúncias chegam acompanhadas dos respectivos atos de nomeação (…). Diretório não se compra, não se compra, nem voto. E isso tem de ser investigado, porque naturalmente essa questão ela acaba não indo para conta nenhuma. O dinheiro acaba sendo embolsado por esses responsáveis que nós ainda não temos certeza de quem são”.

O presidente do diretório paraibano do PSL, Julian Lemos, trabalhou na campanha do presidente Jair Bolsonaro e diz ser totalmente leal a ele. Nessa terça-feira (15), porém, o nome do deputado federal apareceu em uma suposta lista de traidores do presidente. Julian Lemos ficou indignado com a lista e não acredita que ela tenha partido de Bolsonaro.




Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.