Vereador de Pocinhos ironiza possível candidatura de Eliane Galdino, “Eu não sei nem se ela é, porque mora fora”



O secretário de infraestrutura e vereador licenciado da cidade de Pocinhos, no Cariri do Estado, Ramatis Chaves (PTB), mais conhecido como Memel, em recente entrevista na Rádio Caturité FM, falou sobre a sucessão do atual prefeito Cláudio Chaves, do mesmo partido.

Ao ser perguntado sobre quem seria o candidato do grupo de Cláudio, Memel disse que a escolha será feita através de pesquisas, de consultas às bases eleitorais. Chaves citou nomes de figuras que têm sido especulados como eventuais candidatos. O vereador Emmanoel Pereira, o empresário Márcio Guimarães e o Padre Severino Firmino, foram postos como eventuais prefeitáveis. De acordo com Memel, todos esses seriam excelentes opções.

Polêmico, Memel não perdeu a oportunidade de alfinetar o grupo político do deputado Adriano Galdino, “Quando um lado é democrático, existem vários nomes. Quando o lado é ditatorial existe só um nome”.

O  ‘único nome’ ao qual o secretário se referiu é o de Eliane Galdino, esposa do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB). Eliane inclusive foi a candidata derrotada por Cláudio Chaves nas últimas eleições.

Questionado sobre uma eventual candidatura de Eliane, Memel disparou: “Eu não sei nem se ela é, porque mora fora" e continuou: "Eu nunca vi ninguém administrar pelo Facebook, estão agora querendo fazer isso”.  

A cutucada final foi: “Ninguém sabe aonde é casa, aonde mora, quando vem a Pocinhos, ou quando atende um telefone”.


Da Redação

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.