“Arbitrário, autoritário, prepotente e opressor”, dispara vereador sobre grupo de Adriano Galdino, em Pocinhos




O secretário de infraestrutura e vereador licenciado de Pocinhos, Ramatis Chaves, “O Memel”, apontou os pré-candidatos a prefeito da cidade pelo grupo oposicionista. O secretário destacou empresários, políticos e coronel de carreira da Polícia Militar (PM). “Todos são filhos da terra. Ou moram na cidade ou trabalham”.

Memel detalhou o nome de Márcio Guimarães (Empresário); Jorge Alberto (Presidente da Câmara); Emmanoel Pereira (Vereador); Padre Severino; Hilton Guimarães (Diretor do Colégio Padre Galvão e Policial de Carreira) e Hélio do Frango (Empresário). “Do nosso lado temos um leque de excelentes nomes. São políticos, empresários e pessoas de outros seguimentos, todos bem sucedidos e respeitados”, disse.

O secretário, que é irmão do atual prefeito Cláudio Chaves, disse que está convicto que o chefe do executivo atual fará sucessor. “Tenho convicção que Cláudio e seu grupo fará o sucessor. É preciso dar sequência ao excelente trabalho que vem sendo executado na cidade”.  

Ele ainda pontuou que tem sua preferência, entre os nomes apresentados como pré-candidatos, mas defende a união do grupo. Tenho minha preferência, mas quem for escolhido terá meu empenho. Irei arregaçar as mangas indo para cima”, defendeu a unificação do grupo de situação.

Questionando sobre a oposição, o vereador licenciado disse que eles apresentam apenas o nome de Eliane Galdino, esposa do Presidente da Assembleia (ALPB), Adriano Galdino. Memel afirmou que o sistema da oposição é ditatorial: “Arbitrário, autoritário, prepotente e opressor. Nosso sistema é democrático. Lá é ditatorial”. 



Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.