Cristãos, entendam: Deus não é o Capitão Planeta e o poder não está em vocês



O Nosso Senhor é Deus de ‘coisas pequenas’. Talvez essa frase lhe pareça estranha, mas em tempos de extraordinários, de milagres, curas, explosões de poder é preciso salientar uma verdade tão esquecida. O SENHOR DEUS AGE EM TUDO, NÃO APENAS NO QUE PARECE ASSOMBRSO.

Algumas vezes me sinto torturado com a ‘neopentecostalização’ das redes sociais. O problema é que a maioria dos meus contatos não é neopentecostal. Meus amigos são em sua maior parte membros de igrejas mais ‘equilibradas’. Mas vejo postagens estranhas nalguns momentos. Leio todo dia frases, links e imagens de um ‘deus extravagante’.  O Senhor é quase um ‘Capitão Planeta’ que surge quando as coisas estão fora do controle. Ele vem, resolve tudo e vai embora. Antes grita: ‘O poder está em vocês’. 

Creio no Deus Soberano Poderoso! Tenho plena convicção de que, como disse Jó, o Senhor tudo pode e nenhum dos seus planos pode ser frustrado.  O problema está no exagero do extraordinário. Parece que só é Deus se agir com ‘extravagância’. É como se Ele fosse o que faz. O Criador é transformado numa espécie de vendaval de milagres, poderes, curas  e toda essa coisa estranha. Deus vira uma espécie de Frankenstein Gospel.

Isso é visto nos nomes esquisitos de igrejas, nas músicas triunfalistas, nas curas, milagres, cultos de cura e libertação, sessões de descarrego e ‘desemcapetamentos’, línguas, pulos, campanhas que em sua maioria esmagadora só transformam a igreja em ‘terreiros do mundo gospel’.

Embora esteja convicto de que Deus age poderosamente, quero lhe convidar a perceber que ELE é o Senhor independente de realizar ou não ‘grandes coisas’ na nossa perspectiva limitada. 

Precisamos entender que, ao contrário do que alguns pastores nos fazem pensar, Ele age sim quando as coisas não são impossíveis;  Ele está no controle quando tudo parece descontrolado. Ele ainda é Deus quando servos não são curados e morrem de câncer. Sua soberania não está ameaçada  quando não há ‘explosões de glória’, quando o mar não é aberto, quando mortos não ressuscitam, quando tudo dá errado. O profeta Habacuque percebeu isto (Habacuque 3.17-19).

Ele continua sendo Deus quando a brisa é leve, quando o mar está calmo, quando não há perseguições... Precisamos parar com esse ‘sensacionalismo gospel’.

É necessário perceber a ação do Senhor em meio a quietude de uma manhã suave da mesma forma que é possível percebê-lo na noite sombria. Davi soube muito bem ver a glória de Deus ao contemplar a obra da criação e o adorou na simplicidade. Confira isso no Salmo 19.

Devemos adorá-lo quando alguém é curado de um mal ‘incurável’, mas também quando um servo morre sem cura. Devemos amá-lo e honrá-lo quando ‘alcançamos a bênção’ ou quando não a podemos perceber. O Senhor é Deus em toda e qualquer circunstância e deve ser adorado diariamente pelo grande milagre de transformar pecadores miseráveis em adoradores dependentes.

Não busque os poderes de Deus, não corra atrás das bênçãos, dos milagres. Ame o Senhor de todo poder! Reconheça as bênçãos d’Ele em sua vida diariamente. Compreenda que o maior dos milagres em sua vida já aconteceu. Ele lhe solapou da condenação eterna e o transformou em um adorador! Então adore!

Lembrem-se: O poder NÃO está em vocês! (Jó 42). 


Rev. Ricardo Pereira
Instagram: @caco_pereira_
Facebook: @CacoPereira
WhatsApp: (83) 982161220





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.