Secretaria de Saúde de Conde reforça ações de conscientização e realiza Dia ‘D’ contra Malária neste sábado em Gurugi




As ações da Prefeitura de Conde, por meio da Secretaria de Saúde, continuam sendo intensificadas para a prevenção e combate à malária no município. Neste sábado (09) será realizado o Dia ‘D’ na região de Gurugi. A intenção é visitar residências, procurar focos e conscientizar a população a estar junta nesta luta. A concentração acontece no CRAS de Gurugi a partir das 14h.

Para a secretária de saúde de Conde, Renata Martins, a participação da sociedade é indispensável e essencial para ajudar nas ações. “A população está compreendendo que o combate vai além das ações realizadas pela Prefeitura. Desde o primeiro caso, registrado em março deste ano, que estamos promovendo diversas ações de combate e conscientização da população, como também a distribuição de mosquiteiros e repelentes as famílias de baixa renda”, disse.

Até o momento, foram registrados 21 casos da doença, sendo um deles, de uma pessoa que reside em João Pessoa. Destes, 17 pacientes já receberam alta por cura após 63 dias de verificação de lâminas, para acompanhamento do nível de parasitemias.

Durante a ação, as atividades de busca ativa, que já vem sendo realizadas na região, serão intensificadas, como a distribuição de materiais informativos, realização de testes rápidos e gota espessa em pessoas que estejam apresentando sintomas. É importante que medidas como o uso de repelentes, roupas claras, mosqueteiros e evitar áreas onde o mosquito transmissor costuma se reproduzir e agir (áreas de mata e rios, principalmente no início da manhã e final da tarde), sejam reforçadas para que novos casos sejam evitados.

Ação do Mosquito

O mosquito transmissor da doença é chamado de Anopheles, também conhecido como mosquito-prego. Ele é bastante comum em regiões com rios e matas, como é o caso de Conde.

Ações de monitoramento e combate

Como forma de tranquilizar e oferecer mais segurança à população, as equipes da Secretaria de Saúde estão capacitadas parta que possam realizar os procedimentos para diagnósticos de novos casos e encaminhamento ao hospital Universitário, referência no tratamento da doença. A malária não tem vacina, todo o tratamento é feito com medicamentos.

As ações de busca ativa como também a borrifação intradomiciliar continuam sendo realizadas diariamente nas regiões onde tiveram casos confirmados. Os pacientes que tiveram a doença, recebem toda a atenção necessária, como também as ações de 

Em caso de dúvidas ou informações, a população pode entrar em contato com o Departamento de Vigilância em Saúde do Município através do (83) 9 8187.6740, destinado apenas pra assuntos relacionados a malária.





Secomd
Foto: Leandro Santos


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.