Presidente da Câmara de Bayeux anuncia devolução de R$ 162 mil aos cofres da prefeitura



O presente da Câmara de Bayeux, Jefferson Kita, anunciou a devolução de R$ 162 mil aos cofres públicos bayeuxenses, na manhã deste sábado (11).

O dinheiro é fruto da dotação orçamentária destinada a viagens e cursos e não foi utilizado pela Câmara.

Em sua fala, Kita lamentou a situação por que passa a cidade de Bayeux e o funcionalismo público, que volta a viver, segundo ele, o drama do acúmulo de atrasos em seus pagamentos, com aposentados, pensionistas e décimo terceiro ainda não quitados pela gestão do município.

Ele enfatizou que chegou a alertar o gestor da cidade recentemente sobre o risco que seria a realização do Carangafest nas condições em que a cidade de encontra, visto que o dinheiro gasto com o evento poderia ter sido aplicado na cidade ou revertido na folha de pessoal.

Em nota emitida na manhã de hoje a Câmara Municipal confirmou a devolução do dinheiro esperando que ele seja revertido para a população.

Na cidade, o Hospital Materno encontra-se interditado, a UPA funciona precariamente, e escolas e creches em péssimas condições de estrutura, sem nenhuma manutenção.

“Na contramão dos gastos exorbitantes e superficiais praticados pela gestão Berg Lima, quando deixa de dar atenção a áreas essenciais para a população, como saúde, educação e infraestrutura, para gastar com festas, Kita anuncia a devolução de R$ 162 mil aos cofres públicos, fruto da dotação orçamentária da Câmara destinada a viagens e cursos de formação, gasto que o presidente abriu mão por considerar supérfluo, e decidiu devolver ao erário para que seja revertido em benfeitorias para a população”, diz a nota.

Para Kita, o gesto é importante e demonstra a responsabilidade e a austeridade com que tem tratado o dinheiro público durante a sua passagem pelo comando da Mesa Diretora.

Ele ainda chama atenção para o fato de que a Câmara de Bayeux foi a única, entre as cinco maiores do Estado, a não ter registrado gastos com viagens, passagens ou cursos.

“A Câmara de Bayeux, dentre as cinco maiores câmaras da Paraíba, foi a única que não gastou um centavo com diárias e passagens. Com orgulho a gente devolve esse dinheiro economizado para ser aplicado em pagamento de folha ou obras e ações por ser um valor significativo”, ressaltou o presente Jefferson Kita.



Ver essa foto no Instagram

Em pronunciamento feito na manhã deste sábado (11), o presidente da Câmara Municipal de Bayeux, Jefferson Kita, lamentou a situação por que passa a cidade e o funcionalismo público, que volta a viver o drama do acúmulo de atrasos em seus pagamentos. Jefferson Kita enfatiza que alertou o gestor do município recentemente acerca do risco que seria a realização do Carangafest, visto que o dinheiro gasto com o evento poderia ter sido aplicado na cidade ou revertido na folha de pessoal. Na contramão dos gastos exorbitantes e superficiais praticados pela gestão Berg Lima, quando deixa de dar atenção a áreas essenciais para a população, como saúde, educação e infraestrutura, para gastar com festas, Kita anuncia a devolução de R$ 162 mil aos cofres públicos, fruto da dotação orçamentária da Câmara destinada a viagens e cursos de formação, gasto que o presidente abriu mão por considerar supérfluo, e decidiu devolver ao erário para que seja revertido em benfeitorias para a população. . “A Câmara de Bayeux, dentre as cinco maiores câmaras da Paraíba, foi a única que não gastou um centavo com diárias e passagens. Com orgulho a gente devolve esse dinheiro economizado para ser aplicado em pagamento de folha ou obras e ações por ser um valor significativo”, ressaltou o presente Jefferson Kita.
Uma publicação compartilhada por Câmara Municipal de Bayeux (@camaradebayeux) em

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.