Interpretando a Bíblia – Por Samuel Vitalino




Todos somos teólogos, querendo ou não. A questão é saber se a sua interpretação Bíblica está correta. Então, para ajudá-lo, aqui vão algumas regras básicas:

1. Nunca faça teologia com base em texto isolado. Quem não lê o contexto pode achar que "tudo posso naquele que me fortalece" significa algo além de poder "passar privações e necessidades," pois, mesmo nelas, somos fortalecidos por Jesus.

2. Nunca faça teologia com base nos seus próprios sentimentos. Lembre-se que nosso coração é corrupto e pode nos levar ao erro. Por exemplo, alguém pode questionar a predestinação por pensar que Deus é injusto se escolher pessoas, mas nossos pensamentos não podem ser parâmetro para medir os pensamentos de Deus.

3. Sempre olhe o tipo de literatura que está lendo na Bíblia para lhe ajudar a saber como interpretar. Por exemplo, a história de Salomão não lhe autoriza a ter 1000 mulheres, e nem a poesia de Davi estabelece que um mendigo não possa ser justo.

Leia texto narrativo como história, profecia como tal, e textos epistolares e normativos como fonte de doutrina.

4. A melhor intérprete da Bíblia é a própria Bíblia. Lembre-se que homens, e mesmo pastores piedosos podem errar, mas a Bíblia não erra.

5. Sempre busque interpretar textos mais difíceis à luz de textos mais simples. Tentar fazer o contrário sempre complica.

No mais, siga buscando a Bíblia, sempre, como a fonte segura para ouvir a voz de Deus.




Rev. Samuel Vitalino

Pastor na Lakeland Bible Presbyterian Church (Flórida, EUA)


Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.