OPINIÃO: Ataques dos girassóis apresentam Manga Rosa como o 'bom nome' para o povo de Conde




Vez por outra um ou outro texto é publicado em portais ligados aos ainda persistentes ‘girassóis condenses’, tentando descredibilizar o presidente da Câmara, Carlos Manga Rosa. São ataques inconsistentes porém constantes. Apesar de renitentes, são desordenados e têm uma narrativa frágil. Uma hora dizem que Manga está conspirando, traiu. Depois tentam ‘colar’ a imagem do vereador a determinadas forças políticas. Logo depois escrevem dizendo que Manga Rosa é um coitadinho, que está sendo vítima, sendo usando como parte de uma conspiração contra Márcia Lucena.

Parece haver uma ordem clara para denegrir, atacar, descredibilizar Carlos Manga Rosa. A estratégia insana parece ser destruir a reputação de alguém que permaneceu aliado, se pautou pelo respeito e pela ética, mesmo quando foi tratado de forma desrespeitosa e antiética. Nem preciso lembrar fatos.

Eu já disse que atacar Manga Rosa é uma estratégia completamente equivocada. Hoje digo mais,  é uma estratégia burra. É declarar guerra a quem teoricamente lhe poderia ser um ‘porto seguro’. Quem é o 'jerico que elaborou essa estratégia'? 

Não tenho dúvidas no que passo a afirmas nas próximas linhas. Acreditem: Manga Rosa é o maior problema dos girassóis de Conde. Não apenas pelo risco iminente de prisão da atual prefeita, mas também porque eles apresentaram ao Conde um BOM NOME, Carlos Manga Rosa.

No final das contas diria que os ataques ao presidente da Câmara fazem muito bem. Isso mesmo. Fazem muito bem ao próprio Carlos Manga Rosa que pode finalmente se ver livre do peso de carregar sozinho, uma aliança que lhe é injusta e desigual. Um pacto com gente incapaz de reconhecer seus muitos méritos. A vileza com que atacam Manga Rosa é positiva para o vereador que passou a ser visto na cidade como alguém equilibrado, ético e sensível ao sofrimento do povo que padece de cuidado que além das obras. Os ataques, os açoites e as ilações contra o parlamentar fazem surgir um novo movimento na política de Conde. Um movimento que chamo de RENOVAÇÃO EQUILIBRADA. 

Acima de tudo, os ataques contra Manga Rosa desmascaram aqueles que tanto falavam de boa política, de diálogo, de respeito. Eles (os que açoitam e denigrem) mostram quem de fato são. O povo certamente não esquecerá os ataques, os açoites, o coronelismo digital. E tudo isso associado a um discurso bonitinho.

Voltando a Manga Rosa, ele não cabe nas ‘caixas’ da nova ou da velha política. Com sua experiência na vida pública, sua postura cerebral, tranquila e a evidente faceta de estrategista, além de outros atributos, o parlamentar pode ser designado no que chamo de BOA POLÍTICA. A política do respeito aos poderes constituídos, aos colegas vereadores e acima de tudo, ao povo. A política da sensibilidade, do acesso e do cuidado com o povo, aquele cuidado que vai além de prédios e obras.

A postura serena de Manga Rosa em face aos mais estapafúrdios e vis ataques de quem se vê inebriado pela lama advinda do Calvário, só oferece ao povo de Conde a maravilhosa oportunidade de perceber uma liderança diferente, uma boa alternativa, um caminho viável, um nome que pode representar sensibilidade, consenso, bom senso e equilíbrio. Tudo que o Conde mais precisa nesse momento de turbulência, incerteza e medo.

E é exatamente por isso que Manga é atacado. Se ele fosse para o embate raso, rasteiro e vil, apenas se igualaria e o povo poderia dizer que são todos iguais, mas ao esperar, observar, respeitar o povo, Manga está dizendo que o Conde é maior que qualquer disputa e ao fazer isso, ele aparece como O BOM NOME que o Conde precisa!

Eu já algumas vezes e vou repetir: A temporada é de Manga e Manga Rosa!


É o que penso. Está dito.





Ricardo Jorge Pereira (Caco)
Instagram: @caco_pereira_
Facebook: @CacoPereira
WhatsApp: (83) 982161220 

Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.