Cinco lojas são fechadas pelo Procon de João Pessoa por descumprirem quarentena




Cinco estabelecimentos foram fechados em João Pessoa, nesta terça-feira (24), pelo Procon Municipal, por descumprirem o decreto estadual de quarentena que determina a suspensão das atividades de fornecedores que não trabalhem com serviços essenciais. A medida vale para a região metropolitana dos municípios com casos confirmados de contaminação pela Covid-19.

A operação foi feita nos bairros de Mangabeira, Bancários e Rangel. O órgão chegou nos locais através de denúncias. Os estabelecimentos interditados eram da área de varejo, considerado serviço não essencial. Foram fechados lojas de roupas, materiais de construção e uma lanchonete.

Podem continuar funcionando, respeitando às ordens de higiene, supermercados, farmácias, postos de combustíveis, unidades de saúde e funerárias.

Em cidades com casos confirmados de coronavírus, deve ser suspenso por 15 dias, a partir de 22 de março, o funcionamento de lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio e shoppings, centros e galerias comerciais.

Além disso, nessas cidades, também estão proibidas de funcionar academias, ginásios e centros esportivos púbicos e privados; bares, restaurantes, casas de festas, casas noturnas, boates e estabelecimentos similares; cinemas, teatros, circos, parques de diversão e estabelecimentos congêneres, públicos e privados; agências bancárias e casas lotéricas; embarcações turísticas, de esporte e lazer, em todo o litoral paraibano.

A pena prevista para este tipo de infração é de R$ 13 mil a R$ 30 mil.




Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.