Suposto cenário de corrupção no Hospital de Pombal contaria com envolvimento de vereador




Circula em grupos de WhatsApp um suposto cenário de corrupção dentro do Hospital Regional de Pombal (HRP), envolvendo médico, direção e vereador, na ‘triagem’ de pessoas para realizar procedimentos cirúrgicos dentro da unidade de saúde.

De acordo com o texto e prints de conversas divulgado através de grupos WhatsApp nesta terça-feira (10/03/2020), entre o vereador Marcos Andrade “Marcos de Coatiba” e uma pessoa que necessitava passar por um procedimento cirúrgico.

No suposto texto que teria sido escrito por Marcos de Coatiba, o vereador teria dito a uma pessoa de prenome Geraldo que a diretora do HRP só autorizava o procedimento mediante uma ‘ajeitada’.

No mesmo texto, o vereador teria coagido o homem em relação ao posicionamento político dele e da família no tocante as eleições deste ano “eu queria ver com você aí saber de vocês como é que vai ser esse ano a questão da eleição”, teria dito Marcos de Coatiba (veja print abaixo).


 Num outro texto, é exposto uma outra situação de corrupção dentro da unidade de saúde, onde um médico que não teve sua identidade revelada cobraria para realizar tal procedimento ‘particular’ dentro da própria unidade.


“Esse tipo de cirurgia só libera se a diretora autorizar porque o médico só faz particular ele faz no hospital mas só faz particular”, disse.

Na mesma mensagem, Marcos teria dito que a diretora da unidade só libera para pessoas da região após conversarem com ele [Coatiba] que seria responsável por liberar (veja print abaixo).



Abaixo veja na integra o texto que circula em grupos de WhatsApp denunciado o suposto esquema.


Esta matéria poderá ser atualizada com novas informações sobre o caso, inclusive com resposta do Hospital Regional de Pombal.





Nenhum comentário:

Caco Pereira Comunicação & Consultoria. Tecnologia do Blogger.